Publicidade

Seja bem vindo
Nova Fátima,01/03/2024

  • A +
  • A -

EUA usam porta-aviões para convencer Irã a não se envolver na guerra

O Reino Unido, um aliado dos EUA, também está contribuindo com dois navios de apoio e aeronaves de patrulha P-8 na região


EUA usam porta-aviões para convencer Irã a não se envolver na guerra O porta-aviões da Marinha dos EUA - Foto: Divulgação

Dissuasão. Uma palavra que normalmente está associada aos debates sobre quem possui mais armas nucleares em Moscou e Washington agora está presente na crise atual no Oriente Médio, devido à intensa ação dos Estados Unidos em apoio a Israel em sua guerra contra o Hamas.

O presidente Joe Biden, que pretende visitar Israel e a Jordânia nesta quarta-feira (18) em meio às ameaças de escalada por parte do rival Irã, optou por respaldar sua retórica com um dos recursos militares mais impressionantes dos EUA. Não apenas um, mas dois grupos de ataque de porta-aviões, representando o auge da projeção militar dos Estados Unidos em todo o mundo.

Um deles, liderado pelo USS Gerald Ford, já estava nas proximidades e foi deslocado para patrulhar o Mediterrâneo Oriental, após uma breve parada em Israel para entregar suprimentos. O outro grupo, sob o comando do USS Dwight Eisenhower, está a cerca de três semanas de distância.

Além disso, outras medidas foram anunciadas, como o reforço de caças F-15 e F-16, bem como aviões de ataque A-10, especializados em destruir colunas cegadas. Essas aeronaves serão enviadas para bases dos EUA na região do Oriente Médio, embora não tenham sido especificadas.

Também está previsto o envio de um grupo adicional de 2.000 fuzileiros navais para se juntar a aproximadamente 30.000 soldados americanos já presentes na região.

O Reino Unido, um aliado dos EUA, também está contribuindo com dois navios de apoio e aeronaves de patrulha P-8 na região. Todas essas ações têm um único objetivo: dissuadir o Irã, o principal aliado e financiador do Hamas e do Hizbullah libanês, de se envolver no conflito. Para garantir que a mensagem seja clara, Biden e outros membros do seu governo passaram no último domingo (15) na televisão reforçando essa posição.

Até o momento, a estratégia tem funcionado, com o Irã mantendo sua postura ambígua e alternando entre reclamações agressivas e mais moderadas. Vale lembrar que o Irã já gastou mais de R$ 4 bilhões por ano apoiando e armando seus aliados não estatais, com recebimento de um confronto direto com uma potência nuclear. Estima-se que Israel tenha cerca de 90 armas nucleares.

A força militar dos Estados Unidos não deve ser subestimada. Eles têm a capacidade única na história de deslocar um exército completo no mar, representado pelos grupos de porta-aviões. O USS Gerald Ford é o maior e mais capaz porta-aviões já construído. Após um desenvolvimento turbulento, foi comissionado em 2017 para testes finais no mar. É um gigante com 333 metros de comprimento e possui um reator nuclear com uma vida útil de combustível de 25 anos, garantindo autonomia praticamente ilimitada.

Ele tem capacidade para transportar até 90 aeronaves, embora esteja equipado com as caças clássicas F/A-18 Super Hornet devido a problemas técnicos com suas novas tecnologias, em vez dos mais modernos F-35C, a versão naval do carro caça de quinta geração . O USS Gerald Ford também possui catapultas eletromagnéticas avançadas, que permitem lançar até 220 aeronaves por dia - uma melhoria significativa em relação à classe anterior, o Nimitz, que tinha capacidade para 25% a menos com suas catapultas a vapor.

Além disso, os grupos de ataque de porta-aviões são acompanhados por um cruzador e três caçadores lançadores de mísseis, juntamente com um navio de apoio e um submarino nuclear de ataque com funções defensivas. Cada cruzador da classe Ticonderoga pode transportar até 122 mísseis, incluindo o notório míssil de cruzeiro Tomahawk. Os assassinos da classe Arleigh Burke têm em média 90 mísseis em seu arsenal. No total, os dois grupos de ataque podem mobilizar quase 800 mísseis imediatamente, sem contar o armamento das caças a bordo.

Comparativamente, no primeiro dia do ataque a Bagdá em 2003, durante a guerra, foram utilizados 40 mísseis de cruzeiro Tomahawk, além de bombas guiadas e mísseis lançados por aeronaves. A potência de fogo dos grupos de ataque de porta-aviões é impressionante.

O USS Dwight Eisenhower, que está a caminho de Israel, faz parte da classe Nimitz e foi comissionado em 1977. Atualmente, dos 11 grupos de porta-aviões em operação, 10 são do tipo Nimitz. No entanto, os novos modelos são caros, custando cerca de R$ 65 bilhões por navio, conforme a taxa de câmbio atual. Dez foram planejados, e outros dois estão em construção.

O desenvolvimento avançado de tecnologias de mísseis nos últimos anos gerou preocupações sobre a vulnerabilidade dessas gigantes em zonas de conflito, especialmente no teatro do Pacífico, onde a China e a Rússia investem em mísseis antinavio altamente avançados.

No contexto do Oriente Médio, o Irã o desenvolveu mísseis balísticos antinavio para uso no Golfo Pérsico, com base na família de mísseis Fateh-110. Estima-se que esses mísseis tenham alcances de 300 a 700 milhas, mas são mais lentos do que os mísseis chineses e russos, tornando-se alvos mais simples de interceptar.

Além disso, a localização dos grupos de ataque de porta-aviões no Mediterrâneo reduz esses riscos, pois o Irã teria que implantar suas missões no Líbano, um aliado, e qualquer movimento nesse sentido seria monitorado de perto por satélites e observadores dos EUA e Israel . No entanto, o recente ataque aéreo de Israel aos aeroportos na Síria sugere que Tel Aviv estava enviando uma mensagem para evitar qualquer movimento iraniano em seu território ou a entrega de armas perigosas que poderiam ser levadas para o Líbano.

O presidente russo, Vladimir Putin, criticou o envio do USS Gerald Ford como uma escalada e questionou se Biden estava planejando "bombardear o Líbano ou algo assim?" Os porta-aviões não estão na região com o propósito de atacar, mas sim como um instrumento de dissuasão.




COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login