VELOZ NO SOLO, DAVI RAMOS ENCAIXA MATA-LEÃO E FINALIZA GRUETZEMACHER NO UFC

Por Agnaldo Rios 10/12/2017 - 12:52 hs

O jiu-jítsu é o ponto forte de Davi Ramos, campeão da edição 2015 do ADCC (maior evento de luta agarrada do mundo). E foi através da arte suave que o brasileiro, estreante no peso-leve do Ultimate, venceu Chris Gruetzemacher, pego no mata-leão, aos 50 segundos do terceiro round, na segunda luta do UFC Fresno, realizado no sábado.

 Meu plano é smepre levar para o chão, mas não fiquei feliz. Eu estou me sentindo muito bem, melhor do que na última vez. Peguei a luta em cima da hora e vim lutar. Eu me preparei melhor, fiz bem a dieta e vim lutar na minha categoria. Eu não vim só lutar, vim para ser campeão da minha divisão. Estou feliz por estar aqui. É meu sonho, sei que é o de vários lutadores, mas quero voltar melhor ainda - disparou Davi.

Após a vitória - sua primeira na organização - Davi Ramos se recupera da derrota na luta contra Serginho Moraes, no UFC Fortaleza. Gruetzemacher, que debutou com triunfo em dezembro de 2015, amarga o segundo revés seguido.

A luta

Chris Gruetzemacher e Davi Ramos começaram a luta acelerados - ambos foram para a trocação e acertaram bons golpes. Após levar um chute baixo, o brasileiro perdeu o equilíbrio, ficou no chão, mas Gruetzemacher não ficou muito tempo com ele no solo, ciente do perigo que o faixa-preta de jiu-jítsu poderia oferecer. Quando Gruetzemacher chutou com a perna direita, Davi Ramos o travou, levando o combate para o chão. Na meia-guarda, o peso-leve canarinho procurou passar a guarda e, quando o oponente expunha o rosto, ele descia a cotovelada. Davi Ramos terminou o round por cima, em posição de controle.

Com menos de um minuto do segundo round, Davi Ramos avançou nas pernas de Gruetzemacher, que esboçou uma guilhotina. O americano ficou entrelaçado com o oponente no chão, entretanto, o árbitro, optou por recomeçar o embate em pé. O córner de Gruetzemacher avisou ao pupilo que o brasileiro estava diminuíndo o ritmo. Gruetzemacher acertou um bom cruzado no queixo do oponente, que tentou agarrá-lo. Davi Ramos, faltando 1m45s para o fim, avançou nas pernas do rival, o derrubou, mas não conseguiu mantê-lo no chão. Davi Ramos e Gruetzemacher acertaram bons cruzados em pé, porém, o brasileiro caminhava para trás em vez de circular, facilitando a vida do oponente. Davi Ramos levou o confronto para o chão e, ali, terminou o segundo assalto.

No terceiro round, ao atacar as pernas de Gruetzemacher, Davi Ramos o girou e pegou as costas do adversário. O brasileiro jogou o oponente no chão e, rapidamente, laçou o pescoço do rival. Com o golpe encaixado, não houve jeito: Gruetzemacher bateu, se tornando mais uma vítima do letal jiu-jítsu do faixa-preta.